Posts Marcados Com: André

A dança e a alma*

Imagem

 E não é que as coisas mudaram pros lados da Vila Belmiro?

Objetivamente, aconteceu pouco. A classificação no Brasileiro continua ruim, o futebol oscila e alguns problemas estruturais do time não serão resolvidos tão cedo (a lateral esquerda é um deles), mas o clima está, indubitavelmente, mais leve.

As redes sociais são sempre um bom termômetro e hoje, no lugar das agressões que vinham se tornando comuns, “fora esse”, “fora aquele”, percebi várias exaltações aos meninos da Vila, à volta da alegria.

De onde vem isso?

Vem de Patito, menino argentino, que entrou feito um raio de luz na noite do último Sábado no Pacaembu. Vem da contratação de André, menino da Vila, finalmente uma reposição de nível superior.

Sim, André é melhor que Borges. Se tiver juízo fora de campo, tem todas as condições de estar inclusive na Seleção Brasileira na próxima Copa.

Falando em Seleção, é desse amontoado de jogadores, sisudos, tristes e tensos que vem a melhor das boas notícias, vem a jato, vem Neymar.

E aí a gente conclui que dá pra sonhar de novo, que dá pra ser feliz de novo e que não há tristeza que dure pra sempre. Assim é o futebol, assim é a vida. Que bom!

Alguns perfis santistas no Twitter criaram a tag #AVoltaDasDancinhasDoSantos , achei ótimo, mas haverá os críticos de sempre. Há quem veja nisso menosprezo, falta de seriedade, de compromisso. Há quem veja nisso, inclusive, a razão para os males do futebol nacional que têm como símbolo maior a triste Seleção.

São pobres de alma.

Feio é jogar sem alegria, feio é jogar com a bunda no chão, feio é esquecer que independente do resultado que virá, é possível ser feliz e fazer história jogando futebol e que sim, é possível dançar.

Não sei pra onde vai o Santos este ano, o título, como já mostramos aqui no blog é praticamente impossível. A classificação à Libertadores exigirá uma campanha de campeão, irrepreensível, e é muito difícil. Montar um elenco para 2013 é, racionalmente, o mais recomendável. Mas não sei.

Não sei pra onde vamos e nem se conseguiremos vencer o Figueirense esta noite, ou o clássico – tão simbólico – do próximo fim de semana,  mas sei que hoje acordei com uma expectativa diferente em relação ao Santos, nem sabia o que era até os “meninos” do twitter me lembrarem e aí lembrei de Drummond, de quem roubo o título para esse post, que disse sobre a dança:

 

um estar entre céu e chão,

novo domínio conquistado,

onde busque nossa paixão 

libertar-se por todo lado…

 

Era o que tinha a dizer. #vaipracimadelesSantos

 

PS Ganso: Desse caso não vou dizer mais nada. Queria muito que você percebesse o quanto perde ao se deixar manipular por quem te cerca. Ninguém gosta mais de você do que sua família, nossa torcida é parte dela. Volte, bem-vindo, brilhe e se tiver de sair que seja dançando, pela porta da frente.

* veja o poema na íntegra

** foto “roubada” do blog do Odir

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , | 1 Comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.